Voltar

Pontos turísticos

* Clique para ampliar

Arquivo Histórico
Preserva documentos históricos da cidade desde sua fundação. O prédio onde está abrigado é de relevante valor histórico e foi sede do primeiro jornal que circulou no município.

Calçadão
Localizado no centro da cidade, na Rua Visconde de Taunay e Travessa José Zipperer, o "Calçadão" de São Bento do Sul se traduz através de seu charme e aconchego emoldurado pela arquitetura germânica. Ao longo de sua extensão, possui comércio e serviços variados, tornando-se um ponto de parada obrigatório para quem procura compras, lazer ou um momento de descontração.

Centro - Arquitetura
Os imigrantes imprimiram no traçado das ruas, no desenho das casas, na construção de praças e edifícios de São Bento do Sul diversificado estilo arquitetônico do sul da Europa, do final do século XIX, com predominância da região sul da Alemanha. No centro, a quantidade de prédios tombados pelo patrimônio histórico de Santa Catarina transforma a cidade num pedaço da Alemanha no Brasil. A cada esquina, o novo convive com o velho em inesperados contrastes. Os caminhos da antiga Estrada Dona Francisca, no Bairro de Bela Aliança e as paisagens rurais das localidades de Rio Vermelho e Rio Natal guardam moradias e gente de francas tradições que o tempo parece reverenciar.

Igreja Evangélica Lutherana
A Comunidade Evangélica Lutherana de São Bento do Sul, fundada em 12 de julho de 1887, teve seu atual templo em estilo gótico com vitrais coloridos, inaugurado em 04 de setembro de 1955. Possui em seu interior belíssimo órgão com 1.155 tubos. Rua Marechal Floriano, 207.

Igreja Matriz Puríssimo Coração de Maria
Construída entre 1955 e 1960, destacam-se na matriz o conjunto da Via Sacra com seus painéis cerâmicos, o vitral do altar mor e a própria arquitetura do prédio que se localiza no centro da cidade. Rua Pe. Fidélis Tomelin - Centro.

Museu Augusto Emílio Klimmek
Localizado na sede da CONDOR S/A, a maior fabricante de produtos de higiene, beleza, limpeza e pintura da América Latina, o museu resgata a história da empresa e de seu fundador através do acervo que inclui máquinas, moldes, equipamentos, documentos, fotografias e demais peças ligadas à fabricação de seus produtos.

Museu Municipal Dr. Felippe Maria Wolff
Seu acervo conta a história da nossa cidade e região, através de interessantes e raras peças como armas de guerra, ferramentas e instrumentos usados pelos imigrantes, artigos religiosos e maquinários, entre outros. Localizado no centro de São Bento do Sul, ocupa a casa que pertenceu ao Dr. Felippe Maria Wolff, importante personagem da Revolução Federalista. Saliente-se que esta casa foi sede do Governo do Estado de Santa Catarina, durante curto período da década de quarenta.

Praça Getúlio Vargas
Localizada na Rua Barão do Rio Branco, no centro da cidade, com uma área de 5.500 metros quadrados, possui arborização centenária, coreto, monumento aos imigrantes, parque infantil, sanitários e bancos para descanso. É palco do tradicional evento Retretas de Verão, que se realiza todos os anos, nos meses de janeiro e fevereiro.

Turismo Ferroviário
A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) é uma entidade cultural e sem fins lucrativos, voltada ao resgate, preservação e operação de material rodante ferroviário antigo, principalmente, locomotivas a vapor, oriundas de diversas ferrovias brasileiras, cuja finalidade principal é manter este material em funcionamento para conhecimento das futuras gerações. Com sede nacional em Campinas/SP, possui várias regionais no país, as quais são uma espécie de filial da sede nacional, uma delas situada em Rio Negrinho (SC), onde pode ser visto em plena atividade a locomotiva a vapor, além de vários vagões e carros de passageiros históricos, alguns em atividade, outros aguardando os bisturis restauradores dos sócios da ABPF. Além do material rodante, podem ser observados nos Museus Dinâmicos, toda a estrutura que compõe uma ferrovia a vapor, desde estações ferroviárias com seus equipamentos tradicionais, até a própria malha ferroviária. Uma das prioridades da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), a tração vapor está praticamente extinta no Brasil e no mundo, após a desativação das locomotivas a vapor em 1994 na última ferrovia do Brasil que ainda operava com tração vapor comercialmente, que era a E.F. Tereza Cristina, de Tubarão (SC), o que significava que a figura do maquinista e foguista de locomotiva a vapor muito popular nos tempos passados, também hoje quase em extinção, e o "quase" aqui também fica por conta da ABPF, que operando em ferrovia a vapor, naturalmente preserva também uma ocupação mostrando-a na prática às futuras gerações. Todas as viagens realizadas pelos nossos Museus Dinâmicos, tentam realmente resgatar a memória ferroviária, onde o passageiro realmente volta no tempo, passando por antigas estações e vendo em funcionamento toda a infra-estrutura de uma ferrovia a vapor. Além disto, toda a história da ferrovia operada pelos Museus Dinâmicos, poderá ser conhecida pelos passageiros durante a operação ferroviária, como o Museu Dinâmico da ABPF de Santa Catarina, que opera suas composições em trilhos da ALL, na Serra do Mar entre Rio Negrinho e Rio Natal, tem um trecho ferroviário belíssimo, construído entre 1910 e 1913, com quatro túneis, pontes em grande altura e fantásticos cortes na rocha. Esta linha ferroviária exigiu perspicácia e audácia por parte dos engenheiros e construtores e que precisa ser do conhecimento da comunidade brasileira, conhecimentos estes facilitados através das composições da ABPF. O passeio de Maria Fumaça pela serra do norte catarinense revive cenários antigos de montanhas, túneis e cachoeiras. Estação Ferroviária de Rio Negrinho, sede do Museu Dinâmico da Maria Fumaça. Acervo diversificado com oito locomotivas a vapor, vagões antigos e peças em geral relacionadas à história ferroviária no Brasil. Os passeios normais da Maria Fumaça são realizados sempre no segundo sábado de cada mês, com saída prevista para as 10:00h na Estação Ferroviária de Rio Negrinho. Duas máquinas e seis vagões estão> preparados para levar cerca de 270 pessoas. Normalmente os passeios atraem uma média de 150 passageiros. De Rio Negrinho, a Maria Fumaça passa pela Estação de Serra Alta, em São Bento do Sul e vai para a Estação do Rio Natal, uma colônia polonesa, no interior do município. A paisagem vista das janelinhas dos vagões é a Mata Atlântica. Em Rio Natal, um almoço com pratos típicos poloneses espera pelos passageiros. No cardápio, não faltam o pirogue, que é um pastel cozido recheado com requeijão, e o alusque, folhas de repolho cozido recheadas com arroz e carne, além do nhoque de batata doce. Geralmente um grupo folclórico também recebe os visitantes.

Morro da Igreja
Formação rochosa com 842 metros de altura, situado em Rio Natal, o Morro da Igreja é um convite a aventura. Local para a prática do montanhismo com vários graus de dificuldade. A formação geológica do Morro é composta de pedra ferro, quartzo e feldspato.

Parque 23 de Setembro
Com 22 mil metros quadrados de muito ar puro e situado no centro da cidade, o parque abriga a réplica da primeira casa construída em São Bento do Sul, a Casa do Imigrante, que hoje serve de sede ao Grupo Escoteiro Desbravador. As araucárias e os cedros centenários compõem o cenário do parque, excelente para caminhadas e contato com a natureza.

Parque das Aves
Localizado no bairro de Rio Natal, a 28 km do centro da cidade, o Parque das Aves reúne uma grande variedade de aves características da Serra do Mar, bem como a sua flora, reproduzidos em viveiros gigantescos, com passarelas internas e trilhas no interior da mata. O passeio culmina no Borboletário, local onde se desenvolvem várias espécies de borboletas da região. Há uma completa infra-estrutura de bar, lanchonete e sanitários, bem como um balneário fluvial, com área de camping e churrasqueiras.

Recanto Buger Strasse
A 14 Km do centro da cidade, o Recanto Buger Strasse possui várias atrações: trilhas para caminhadas, camping, cachoeiras, lagos, bosques, roda d'água, cancha de bocha, presépio mecanizado, escorregador aquático, enfim uma série de equipamentos para o seu lazer e divertimento. Com uma lanchonete que serve deliciosos petiscos e amplo estacionamento, é o local ideal para você e sua família realizarem um programa diferente. Localizado na Estrada Buger Strasse, próximo ao contorno da BR 280 (Trecho entre São Bento do Sul e Corupá).

Recanto do Luli
A 35 Km do centro da cidade, na confluência dos Rios Natal e Vermelho, se encontra o Recanto do Luli. Local ideal para se observar e desfrutar as belezas naturais daquela região, o Recanto também possui sanitários, área para camping, campo de futebol e bar. Sua localização fica na Estrada Humboldt. Para se chegar até lá basta seguir a Estrada Geral do Rio Natal.

Rio Natal e Ano Bom
São Bento do Sul é uma agradável surpresa para quem valoriza o contato com a natureza. Os esportes naturais e o ecoturismo encontram amplas possibilidades fora da área urbana, junto ao relevo acidentado e a vegetação da Serra do Mar. A poucos quilômetros da cidade, nas localidades de Rio Natal e Ano Bom, a natureza toma a forma de cachoeiras, rios e lagos, de montanhas, vales e cavernas. Locais ideais para a prática dos esportes de natureza, como rapel, canyonning, rafting, escalada, espeleologia e caminhadas por trilhas ecológicas. Os montanhistas elegeram o Morro da Igreja em Rio Natal, o melhor local para a escalada. Seus 842 metros esculpidos em pedra ferro, quartzo e feldspato impressionam pelo formato irregular de seu cume. Braço Esquerdo, localizado em Ano Bom, é um convite à aventura. Um conjunto de cachoeiras com quedas de até 100 metros conduzem a um portal de pedra. Do portal, por entre fendas na rocha, avista-se o Vale Perdido, lugar de mais cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas.


14/05/10